Novedades Fundación TOVPIL

O Espírito Santo é um enorme mistério. A Liturgia de Pentecostes nos assegura que sua voz ressoa até os confins da terra; e Jesus nos diz que, quando chegar a hora, o Espírito nos lembrará e nos fará entender sua doutrina na última intimidade. No entanto, o Espírito é misteriosamente silencioso porque é eterno. E talvez alguns de nós pudessem repetir o que alguns cristãos de Éfeso disseram: "Nós nem ouvimos falar do Espírito Santo".





O Espírito Santificador trabalha discretamente e sem descanso no silêncio de nossos corações. Como está em toda parte, talvez não percebamos sua presença. Dele emanam todas as luzes sagradas de nossa alma, e no mais profundo é onde nosso ser sobrenatural se enraíza. Ele nos tomou posse no batismo sem pronunciar uma palavra e, desde então, não disse nada. Sempre opera no silêncio do coração.


Freqüentemente, parece-nos que apenas o excepcional é realmente o importante. O Espírito Santo é quem recria o universo cósmico e o mundo das almas. E nós, cegos, nem percebemos. As lágrimas que destilam na face de uma criança e a terra que gira em seu eixo são reguladas pela mesma lei, a lei da gravidade. Algo assim é o Espírito Santo: uma força de gravidade, invisível, silenciosa, que se move e remove, carrega e energiza misteriosamente tudo o que é vida.


Seu Espírito, meu Deus, está na origem de todos os movimentos sobrenaturais. Ele tem preparado tudo nas profundezas do nosso ser, antes de nos darmos conta disso.


Na verdade, é o Espírito Santo que regula a marcha do mundo e a história das almas.


Quando Júlio César conquistou a Gália, o Espírito estava preparando o caminho da evangelização. Quando Augusto ordenou o censo do Império, era para Jesus nascer em Belém. Tudo foi dirigido pelo Espírito. O Espírito dirige a marcha do mundo. O Espírito não é visto, mas o chefe também não é visto em batalhas. É sentido em todos os lugares, embora não seja visto em lugar algum. Se tivéssemos mais espírito de fé, veríamos a ação do Espírito em muitos capítulos da história profana.


O mesmo Espírito que governa a Igreja e o mundo inspira um monge a se mortificar. Podemos dizer que, através de nossa mãe, o Espírito nos velou de nosso berço; e que o mesmo Espírito, através dos apóstolos, evangelizou os continentes distantes, trouxe reconciliações e tantas virtudes das almas.


Nada escapa à ação do Espírito. Ele é quem organiza toda a minha existência, e da profundidade trinitária esse movimento de energia, compaixão e misericórdia chega a mim. Assim como por uma única gravidade todas as pedras caem no chão, uma única pulsação do Espírito dá o ritmo e o movimento à Igreja universal.


Oh Espírito Divino, consolo da minha alma, descanse do meu cansaço, brisa no calor. Cure minhas feridas, encha-me com todos os seus dons, faça de mim uma nova criatura de acordo com a imagem de Jesus Cristo.


VENHA OH ESPÍRITO SANTO!


Ignacio Larrañaga

Junho de 2006, Carta Circular No. 21


Fundación TOVPIL

Fundación Talleres de Oración y Vida
Padre Ignacio Larrañaga

Contacto

El Rodeo 13555 Lo Barnechea. Santiago, Chile

 

fundaciontovpil@gmail.com

 

56 222458407

Siguenos en
  • Twitter Icono blanco

© 2020 Fundación TOVPIL by Awesome Design