Novedades Fundación TOVPIL

Frutos da oração

A oração é uma vivência imediata de Deus que, necessariamente, é acompanhada por uma sensação de plenitude que não admite termos de comparação. Não há no mundo nenhuma sensação que se possa comparar em densidade e júbilo. A Bíblia expressa essa densidade com versículos incomparáveis tais como:


Vós, Senhor, pusestes em meu coração

Mais alegria do que se houvesse trigo e vinho de sobra

(S. 4).


Pela manhã, saciai-nos de vossa misericórdia

e toda nossa vida será alegria e júbilo”

(S. 90).


Se por alegria entendemos a serenidade de quem está por cima dos vaivéns da vida, quem caminha na presença do Senhor vai vestido de alegria. Aqui está a grandeza do orante: poder viver no meio dos conflitos e adversidades com a alma cheia de serenidade e calma.

Tudo o que o amor toca, liberta. Basta experimentar a presença amorosa de Deus e repentinamente a alma sente a impressão de ser livre. Livre de quê? Do temor, inimigo número um do coração humano. O mal do fracasso não é o fracasso, mas o medo do fracasso. O mal da morte não é a morte, mas o temor da morte. Mas, direi como Paulo, de que nem a vida nem a morte, nem o presente nem o futuro, nem o alto nem o profundo, nem as angústias, nem as atribulações, nem as perseguições nem as incompreensões nos poderão apartar de nossa gloriosa liberdade, da paz e do amor.

E aqui nasce o encanto da vida, a qualidade vital e a dimensão humanizada da oração que arrasta consigo aquelas três qualidades de que fala Kazantzakis:

a onipotência sem poder,

a embriaguez sem vino

e a vida sem fim.

Extraído do Dimensão Humanizada da Oração, palestra do Frei Inácio Larrañaga, nas Semanas de Culminância das Oficinas de Oração e vida.

Fundación TOVPIL

Fundación Talleres de Oración y Vida
Padre Ignacio Larrañaga

Contacto

El Rodeo 13555 Lo Barnechea. Santiago, Chile

 

fundaciontovpil@gmail.com

 

56 222458407

Siguenos en
  • Twitter Icono blanco

© 2020 Fundación TOVPIL by Awesome Design