Novedades Fundación TOVPIL

Faça-se em mim


Maria se move dentro do espírito dos Pobres de Deus e, parece-me, com essa declaração "Faça-se em mim", a Mãe se oferece como um território livre e disponível. E, dessa maneira, manifesta uma tremenda confiança um abandono audaz e temerário nas mãos do Pai, aconteça o que acontecer, aceitando todos os riscos, submetendo-se a todas eventualidades e emergências que o futuro puder trazer..

Com o seu Faça-se, Maria dizia, de fato, amém à noite de Belém sem casa, sem berço, sem parteira, embora ela não tivesse consciência explicita desses detalhes; amém para a fuga ao desconhecido e hostil Egito; amém para o silêncio de Deus durante os trinta anos; amém para a hostilidade dos sinedritas; amém quando as forças políticas, religiosas e militares arrastaram Jesus na torrente da crucificação e da morte; amém a tudo o que o Pai dispusesse ou permitisse e que ela não pudesse mudar.


Numa palavra, a Mãe com o seu Faça-se, entra em cheio na caudalosa e profunda corrente dos Pobres de Deus, os que nunca perguntam, questionam ou protestam, mas se abandonam em silêncio e depositam sua confiança nas mãos todo-poderosas e todo-carinhosas de seu querido Senhor e Pai.



Extraído do livro O Silêncio de Maria do Padre Ignacio Larrañaga